Jogo Responsável

Casinos Legais em Portugal » Jogo Responsável

A indústria do jogo está-se a desenvolver ativamente e todos os dias os utilizadores tem acesso a entretenimento novo e interessante. Ter lazer com jogos da sorte é:

  • Interessante;
  • Invulgar;
  • Acessível;
  • Lucrativo.

Mas não importa o quão emocionantes sejam os jogos, eles também têm os chamados efeitos colaterais na forma de vício, por esse motivo, todos os jogadores devem saber o que é jogo responsável e como jogar com segurança. No jogo, o próprio jogador assume total responsabilidade pelas suas ações e seus resultados. Ele decide o que e por quanto tempo jogar, quais apostas fazer e como controlar o passatempo no jogo. Frequentemente, jogadores que não tem tais questões em conta ficam viciados. Para evitá-lo ou sair desse estado, deve seguir as recomendações das regras do jogo responsável.

Causas da Dependência do Jogo

Não existe uma causa única para o vício em jogos, basicamente, uma pessoa é afetada por uma série de fatores com os quais não consegue lidar sozinha e como resultado surge um problema na forma de dependência do jogo. Pela natureza da causa do vício do jogo, distinguem-se os fatores:

  • Biológicos;
  • Psicológicos;
  • Sociais.

Quando a causa do vicio é biológica, significa que a pessoa acaba por receber os químicos em falta por meio do jogo. O jogo produz: stress, adrenalina e felicidade, tudo em simultâneo, prendendo a pessoa a essas sensações.

A causa psicológica do vício manifesta-se em pessoas difíceis de caráter dominante. É difícil para uma pessoa neste estado aceitar o fato de que não pode obter resultados de forma instantânea e tal acaba por se tornar num vicio. 

A razão social ocorre quando a influência sobre o jogador vem de fora: insolvência no trabalho, problemas na família, situação financeira instável, tudo isso pode resultar no vício do jogo, pois desta forma a pessoa sente-se mais significativa e interessante no ceio dos outros.

Sinais e Sintomas Comuns da Dependência do Jogo

Uma pessoa viciada em jogos da sorte apresenta a mesma série de sinais característicos de que todas as pessoas com qualquer outro tipo de vício. Aqui ficam alguns dos mais comuns:

1. Tudo se traduz no jogo. Este aparece em primeiro lugar, o dia começa e acaba com um jogo, trabalho/família/hobbies ficam para segundo plano.

2. Não parar no tempo, joga indefinidamente, usando para isso todos os seus recursos e muitas vezes os de outras pessoas.

3. Taxas de apostas atípicas. Não pensa numa estratégia de jogo. Fica desapontado tanto com seus ganhos como perdas, começando a aumentar o valor das apostas sem pensar.

4. Não reconhecimento. Se o ambiente do jogador em que o jogador se insere ou ele próprio perceber as mudanças de comportamento e os seus pensamentos em relação aos jogos, isso deve ser alarmante. O não reconhecimento de que uma pessoa não vê a sua vida sem jogo agrava muito o problema.

5. Apostas infinitas. O controle do jogo reside no fato de que, independentemente do valor ganho ou perdido, a pessoa deve entender quando deve parar, se não vê onde o fazer ele tentará, constantemente, reconquistar o que leva a perdas ainda maiores.

6. Jogar com dívidas. Frequentemente, um jogador não fixa um saldo para ser usado para jogos, por causa disso, ele sente a necessidade de apostar dinheiro extra, que pode não ter. O jogador pede dinheiro emprestado para apostar e mergulha ainda mais no vício do jogo.

Se ocorrer, pelo menos, um sinal destes a pessoa deve-se afastar do jogo e pedir ajuda a especialistas caso não consiga lidar com o problema sozinha.

Como Prevenir A Dependência Do Jogo

Cada jogador deve, antes de tudo, adotar uma abordagem responsável quando joga num casino. Ele deve saber em que fases o jogo consiste, fixar o valor exato das apostas e ser capaz de conseguir parar a tempo. Para que o jogo não se torne um vício, o objetivo do mesmo deve, sempre, ser o lazer e não o lucro. É extremamente difícil parar até ganhar a quantia necessária e isso é o que resulta em vício de jogo. Por isso alguns tópicos a reter para prevenir o vício do jogo são que:

  • Jogar tem de ser apenas por diversão;
  • Não jogue com dívidas;
  • Controle o orçamento;
  • Não caia em ofertas tentadoras se elas não forem necessárias.

Deve sempre lembrar-se que é mais fácil prevenir o vício do que combatê-lo.

Responsabilidade Das Empresas de Jogo

A responsabilidade pelo jogo, embora seja sempre do próprio jogador, também não é 100% descurada da própria empresa de jogo. É importante que o casino conduza um processo de jogo seguro, justo e transparente. Também é importante que a informação teórica sobre jogo responsável esteja divulgada no site da empresa. O casino não é responsável pelo número ou tamanho das apostas, a sua tarefa é seguir uma política correta para acumular ganhos e não enganar ou endividar os jogadores.

Organizações em Portugal Que o Podem Ajudar Com a Dependência

Estas organizações são aquelas que fornecem assistência aos jogadores que se encontram em situações de dependência ao jogar em casinos online. De forma geral, trata-se de especialistas qualificados, entre os quais psicólogos e psicoterapeutas que estudam a questão do vício do jogo. Tanto o próprio jogador quanto seus parentes podem se inscrever em tais organizações. A atividade de qualquer uma dessas organizações visa tirar o jogador do estado de dependência, dando-lhe um novo sentido à vida e explicando que viver apenas do jogo não é realmente interessante.

Serviço de Regulação Inspeção de Jogos (SRIJ)

O Serviço Regulador de Inspeção de Jogos (SRIJ) é uma organização especial cuja principal atividade é selecionar e recomendar uma lista dos casinos mais seguros e honestos. O site do SRIJ fornece uma lista dos casinos portugueses mais fiáveis e a empresa está envolvida na regulamentação e verificação dos jogos da sorte, descrevendo o seu algoritmo básico e apresentando sugestões de jogo com responsabilidade.

Serviço de Intervenção Nos Comportamentos Aditivos e Nas Dependências (SICAD)

National Addiction Service oferece prevenção e tratamento para o vício em jogos da sorte. O Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD) trata da prevenção de comportamentos aditivos nas pessoas. O programa nacional está focado em problemas com vários vícios e, agora, dá atenção especial ao vício em jogos da sorte. O serviço criou várias comissões para investigar, combater e tratar o vício do jogo.

Jogadores Anónimos

Jogadores Anônimos oferece uma oportunidade única para se livrar do vício do jogo de forma individual ou participando em terapias de grupo. O site da organização tem contactos e uma descrição de quem e em que condições pode fazer parte da terapia. O número da linha direta permite que entre em contato com o suporte a qualquer momento. No momento, as reuniões presenciais estão suspensas, mas especialistas ajudam na mesma de forma online com reuniões realizadas via ZOOM.

Jogo Responsável 

Uma das primeiras organizações sediadas em Portugal a regular e sensibilizar os jogadores nas suas atividades é a Jogo Responsável. A empresa ensina como abordar o jogo corretamente, controlar o seu processo, dinheiro e tempo. Jogar com responsabilidade significa entender como e o que se quer jogar, além de monitorar cuidadosamente os seus gastos em jogos.

O site oficial da empresa oferece ao público alvo os princípios básicos do jogo responsável, como fazer apostas seguras e ponderadas, revela estratégias para apostas mais lucrativas e muito mais. A organização trabalha em estreita colaboração com os jogadores e presta especial atenção aos iniciantes neste campo. Conhecendo todas as funcionalidades dos jogos, o utilizador poderá jogar com responsabilidade e sem problemas.